Banco de personagens: A defesa de Josué

Eu, Josué, desconheço o ofício do autor, mas digo que quem narra uma história nunca o faz com propriedade, creio eu, pelo menos no meu caso. Veja quanta injustiça. Demiti-me do emprego por recomendação médica, problema na coluna, nada resolve, nem unguentos milagrosos. Tenho amigos, sim, e visitam-me com frequência, ainda no mês passado Dona Carlinda bateu à porta com um prato de bolinhos de chuva, estavam deliciosos. Na praça eu realmente estive, fiquei lá durante o tempo suficiente para observar um senhor que jogava migalhas aos pombos; não gosto de pombos, são sujos. Gostaria que parassem de bisbilhotar a minha vida e falar mal de mim.

Danielle A. Giannini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s