planeta distante

MERCÚRIO

Aquela luz no céu preto, o que era? Encafifou quem costuma olhar para o alto. Brilhava grande e amarelo, de uma intensidade tão forte, que as estrelas ao derredor resignaram-se quase apagadas, e tinha muita estrela na noite de ontem. Mas aquele brilho era diferente, magnetizava o olhar, atiçava a curiosidade. De onde viria tanta luz? Astrônomos garantiram que era Mercúrio, explicaram com palavras bonitas a aparição do planeta que estaria na sua máxima elongação leste, seja o que for isso. Nas almas sonhadoras, provocou inspiração; nas vacilantes, fez tremer de assombro; nas impuras, nada causou porque essas não erguem os olhos ao céu. Almas ansiosas criaram hipóteses patéticas e se corroeram com elas; as cartesianas buscaram explicações para alimentar as almas observadoras que se dispuseram a registrar o evento em imagens e palavras, a grande e brilhante exibição de Mercúrio. Só para nos lembrar que nenhuma dessas almas ocupa o centro do universo.

Danielle Arantes G.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s