Concurso literário

ATENÇÃO!!!

Ainda é tempo de se inscrever no V Prêmio Literário Canon de Poesia 2012. O concurso , promovido pela Canon do Brasil e pela Fábrica de Livros, selo editorial do Grupo Editorial Scortecci,  é aberto a autores brasileiros, maiores de 16 anos, residentes no Brasil.
O Autor poderá participar com apenas 1 (uma) POESIA, inédita, não publicada em livro (papel, eletrônico ou qualquer outro suporte), blog, site, facebook ou qualquer outra mídia existe, de no máximo cinco mil caracteres. Os trabalhos deverão estar em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto.
O tema é livre e a inscrição grátis.
A POESIA deverá ter obrigatoriamente um título. Não há necessidade de pseudônimo (nome literário).

Inscrições até  30 de novembro de 2012, somente pela Internet através do site Concursos e Prêmios Literários.

Concursos literários no site da Benfazeja

Quem escreve e se interessa por concursos literários precisa conferir o que está rolando este ano no site da Comunidade Literária Benfazeja. Lá estão listados os mais diversos concursos, com informações úteis para ninguém perder os prazos.

http://www.concursosliterarios.benfazeja.com/

Concurso literário e analfabetismo

Um incentivo a mais para quem acaba de se inserir no mundo das palavras, o concurso Literatura para Todos. Destinado aos que o Ministério da Educação classifica como “neoleitores”, o concurso tem a incumbência de democratizar o acesso à leitura, constituir um acervo bibliográfico literário específico para jovens, adultos e idosos recém alfabetizados e criar uma comunidade de leitores. Podem participar jovens, adultos e idosos em processo de alfabetização pelo Programa Brasil Alfabetizado e matriculados nas turmas de educação de jovens e adultos das redes públicas de ensino, além de estudantes dos países lusófonos da África. As categorias são: prosa (conto, novela ou crônica), poesia, texto de tradição oral (em prosa ou em verso) e perfil biográfico e dramaturgia. Os vencedores receberão prêmios no valor de R$ 10 mil. No ano passado, foram inscritos 729 trabalhos. Então mãos à obra e que este número cresça, para mostrar que a realidade do Brasil pode ser muito diferente, com mais leitores e autores e, consequentemente, cabeças pensantes. Que sirva de incentivo aos que ainda não se aventuraram a descobrir o poder da escrita, e estes são muitos por aqui, mais de 14 milhões, e pior, o Brasil é um dos campeões em analfabetismo na América Latica, uma posição vergonhosa, que coloca à prova os eventuais esforços dos governos municpais, estaduais e federal. Que este concurso sirva para alavancar outras medidas realmente eficazes no combate ao analbatebismo que só faz perpetuar as diferenças sociais no país.