acúmulo

Puxa vida, quantas palavras não foram escritas desde que a vida atropelou a rotina nos últimos meses. Não ficaram perdidos todos esses vocábulos, claro que não, foram se acumulando, juntando um com o outro, uns mofaram, outros secaram, alguns desistiram e teve um bocado deles que sobreviveu. Vamos enfim colocar todas as palavras em fila, cada qual no seu lugar de partida e seguir adiante, que o ano já passa do meio. Se você já deixou palavras acumularem, sabe do que estou falando, há de ser solidário. Caso nunca tenha experimentado esse desconserto, não zombe do fato. Tantas são as palavras seguradas, que agora falham, ou estariam tímidas? Creio que necessário se faz ter com elas uns acertos, para que voltem todas aos meus textos.

Danielle Arantes Giannini

Termo inadequado

Lendo uma porção de textos esta semana, notei que a observação que eu mais fiz foi: “termo inadequado”.  Como encontrei termos inadequados!!! Parece que está difícil encontrar a  palavra certa. Talvez porque de um jeito ou de outro as pessoas pensam que vão se fazer entender, talvez por conta da pressa que convence quem escreve a usar qualquer palavra, talvez porque usar o dicionário seja cansativo ou demorado. Há quem se beneficie com o uso de termos inadequados, como os advogados, que encontram nesses termos as brechas nas leis; creio que outro bocado de gente veja conveniência nos termos inadequados, mas são inadequados por conveniência, têm lá seu valor. O que  maltrata o leitor (ou o ledor) são os termos inadequados porque não deveriam ter sido usados. Seria interessante alguém lançar um movimento a favor da busca do termo adequado, talvez não houvesse mais tanto malentendido.

Salut!