Para onde?

para-onde_imagem

 

Cansou de falar

Falou tanto, que as palavras estavam exaustas

Cansou de chorar

Exauriram-se as lágrimas

Cansou de pensar

A mente em colapso turvou-lhe a vista

Decidiu caminhar na mata

Ouvir a algazarra dos pássaros

Eles, sim, tinham o que dizer

Mas sua mente não entendia

Escutou as próprias pegadas

Não sabiam para onde estavam indo

Deixou-se levar

Avistou um tronco de árvore partido

Sentou-se

Demorou o quanto pôde, até ser expulso pela vigilância

Não podia permanece ali

Tinha que seguir.

Para onde?

 

Danielle Arantes Giannini
10/11/2016

 

Anúncios

pica-pau

Tem um casal de pica-pau atrás de mim. 
toc toc toc toc toc toc toc toc 
Estão fazendo o trabalho deles num tronco.
E dizem para mim:
“tente tente sempre tempe sem cansar, que você consegue”.
Enquanto eu escuto, continuam na árvore tentando.

Danielle Arantes Giannini

Um copo de café com leite

cafe-com-leite_imagem

Estava travada na vida e queria ir além.

Como podia? Sem forças, sem máscaras, sem ninguém.

Nem pretexto tinha.

Parou, respirou,

olhou o rapaz que transportava botijões de gás na garupa da moto

pensou que sua vida não era tão arriscada

e decidiu tomar um copo de café com leite.

 

Danielle Arantes Giannini

A quem possa interessar, reflexão breve “Sobre grama, aceitação e clorofila”, no blog Dores & Ganhos.